domingo, 8 de março de 2009

Sobre as estrelas.


As estrelas são lindas. Escrevo das alturas, do mais irradiante e estrelado céu.

Minha sensação é estranha. Meus pensamentos se confundem a cada instante. Não sei o que pensar e também não sei se quero pensar.

Minha intensa felicidade contrasta com minha tristeza momentânea. Eu a quero de todas as formas possíveis. Estou encantando, não sei como expressar isso de forma mais clara.

Tua simpática companhia me deixa em êxtase, confuso e bobo. Olho-te com ingenuidade, como se admirasse todo teu encanto.

Cada palavra, cada gesto me faz sonhar, viajar até o infinito mar de rosas, no qual tu és minha, de mais ninguém.

Olho de longe, das estrelas observo o mundo. Sensação de paz contida no último beijo, na última vez que toquei tua mão. Não sou mais aquele que tu queres, talvez jamais tenha sido. Não nego meu fervoroso sentimento por ti.

Meu sorriso demonstra meu ultimo suspiro de glória, meu ultimo riso de orgulho. Talvez não acredite em mim, isto não importa mais. Sei que não sou levado a sério e, pela primeira vez, isto me incomoda.

Minha paixão, suponho que seja isso que eu sinta, é intensa por ti. Tudo cresce tão rápido e, infelizmente, não consigo controlar este que me consome.

Peço-te desculpas em um ato desesperado. Agradeço-te de todo meu coração. Serei teu por um longo tempo.



Matheus.

2 comentários:

  1. Que declaração mais tudodelinda!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Liindo! Ah, eu também sempre termino declarações pedindo desculpas, hahah. :D

    ResponderExcluir