segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Sobre velhos hábitos.


Fecho o final de semana com a escrita tradicional. Voltei as saídas noturnas e com os amigos me diverti. A bebida, como de praxe, tem seu papel importante.

Fico com a sensação de que superei. Adolf, eu estou diferente. A bebida mostrara-me que dificilmente a esquecerei rapidamente, mas que é verdade que só me lembro na solidão da madrugada. Já, mesmo com os bocejos, sei que estou à procura de novos ares e que estou feliz com meu tricolor.

Grande, como as besteiras que falo, foi o sentimento que tive por ti. Belo, como os contos de fadas, foram as inúmeras declarações que fiz.

Acabou? Eu não diria isto, mas é verdade que agora passa por uma fase de renovação, não só do que sinto, das duvidas sobre isto e se quero continuar sentir este antigo sentimento.

Querido amigo, eu sei que estamos nos dando bem e até voltei a falar sobre sentimentos. Mas queria variar um pouco, estou a procura de novos assuntos, ainda não abordados e menos repetitivos. Ajude-me, por favor, me inspire como sempre inspirou.

Enquanto tua resposta não é dada, apelo à bebida e é claro nos jogos do líder Grêmio para me satisfazer, tanto em sentimento quanto em escrita.

Matheus.

Um comentário:

  1. fala sobre a crise de alimentos.. aborto... estudo de celulas rtonco.. sabe.. essas coisas que cai em vestibulares


    aehuaheuioaheiuaheiuaheiuae
    ia me ajuda BAS-TANTE

    aheuahoeiuahe :*
    te odeio mongolão

    ResponderExcluir