segunda-feira, 21 de julho de 2008

Sobre pensar.

O devaneio é completo. Estou nitidamente viciado em falar contigo, amigo Adolf.
A loucura sempre foi algo presente nos ditos escritos, porém hoje se torna mais visivel aos olhos dos que acaba por vos escrever.
Falo em tom engraçado ao perceber que estou quase isolado e que poucos acabam por ler o que escrevo.
O coringa que acabei por ver e admirar no ultimo sabado ao cinema, quem sabe revelara-me alguém louco, esquizofrênico e sem uma razão especial para escrever tanto quanto escrevo.
O dito caos que predomina, tem certos pontos positivos e mostra quem são os capazes de sobreviver a um mundo já louco e pervertido.
São jovens que bebem e se drogam. É um mundo perdido e cada vez mais entregue ao dito pecado.
Tenho em mim a opinião de gostar de tamanha falta de regrar e o quão é mais divertido as burlar em pró da diversão.


Matheus.

Um comentário: