sábado, 14 de junho de 2008

Sobre Viagens Mentais...


A sexta feira 13 começara a se revelar ao bater do gongo da meia noite. O relógio avisava com suas 12 batidas que a quinta feira era passado e que a madrugada que adentrávamos seria de tal forma assustadora.
As saídas noturnas que já eram constantes nas sextas feiras seriam substituídas por jogos macabros que prevê uma boa sexta feira 13.
A madrugada de troca dos dias já previa grandes emoções, quando avistamos na volta para casa um acidente de carro. Sei que dirão ser normal, visto que acidentes nas madrugadas sempre ocorrem, ainda mais sendo dia dos namorados e as pessoas saindo com suas amadas, mas este por incrível que pareça fora diferente.
Opala marrom, com rodas originais e em estado de boa conservação estava no acostamento, sem sequer uma batida, o carro estava intacto sem arranhão ou amassado algum na lataria e dentro um casal de jovens que aventurara a roubar o carro de sua mãe para comemorar o dia dos namorados.
O estado em que se encontravam era deplorável, cabeças totalmente ensangüentadas e somente o pára-brisa com uma enorme rachadura que denunciava uma forte batida de suas faces naquela superfície. Mãos e pés cortados de forma curiosa atestavam que não poderia ser um simples acidente automobilístico, visto que ambos carregavam os mesmos cortes e as mesmas marcas de cigarro que eram visíveis em seus pescoços um tanto quanto marcados por um possível estrangulamento pelo cinto de segurança.
As marcas de pneu que no asfalto ficaram denunciavam uma brusca freada antes da suposta colisão.
O tumulto que rodeava o dito acidente acabara por denunciar testemunhas oculares de um crime até então sem suspeitos, sem culpados e sem causa aparente. Ciclistas que treinavam no local, devido ao baixo movimento da estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais nesta hora da madrugada afirmam ter visto as arvores próximas ao acostamento em constante movimentação e um vulto que não pode ser identificado adentrando a mata fechada.
A região deserta, a beira de estrada e pouco habitada é sempre motivo de preocupação aos motoristas que sempre tem noticias de acidentes estranhos naquele trecho de estrada.

(continua no próximo capítulo)

Um comentário:

  1. 'só pode ser um texto de alguém com mente fértil' HAHA =x
    gosteii!

    ResponderExcluir